pixel
Baas banking as a service

Banking as a Service: o que é e quais as vantagens para o seu negócio?

Com a digitalização dos serviços financeiros, as possibilidades se ampliaram: tanto para consumidores, quanto para empresas. Essas, ao aderirem ao Banking as a Service, não apenas oferecem benefícios aos clientes, como também se beneficiam. Entenda o porquê e saiba mais sobre a prática, que pode fazer parte do seu negócio.

Foi-se o tempo quando serviços financeiros eram diretamente associados à palavra: “burocracia”. As fintechs são um grande exemplo de que não existe mais a necessidade de depender de bancos tradicionais para guardar dinheiro, realizar pagamentos, transações e até mesmo pedir empréstimos. O leque aumentou para nós como clientes: escolhemos os serviços que mais se adequam às nossas necessidades.

Mas, não é só a pessoa física que se beneficia com isso. As próprias instituições que oferecem serviços financeiros encontram nesse setor um lugar promissor para fazer negócios e prosperar. A questão é que agora, toda empresa pode implantar esses serviços, através de uma prática chamada “Banking as a Service”, que faz os dois lados saírem ganhando. 

O que é o Banking as a Service?

Não tem muito mistério, pois o nome “Banking as a Service” já traz uma ideia do que a prática significa. Banking, afinal, é um termo que se refere a serviços financeiros de forma ampla. Eles agora podem fazer parte do catálogo de serviços de qualquer empresa, mesmo aquelas que não fazem parte deste mercado. Ao optar pelo Banking as a Service, a marca se posiciona também como uma instituição financeira, oferecendo serviços que um banco digital teria, por exemplo. 

Através de uma API – uma interface de programação de um aplicativo – a empresa pode propor serviços financeiros personalizados, pensados especialmente para o perfil dos seus clientes. Entre os recursos mais clássicos, podemos citar a criação de contas digitais, a oferta de cartões de crédito e de débito e a realização de pagamentos e transferências. Tudo isso sem a necessidade dos processos burocráticos de regulamentação que tanto as empresas, quanto os clientes normalmente passariam com instituições financeiras tradicionais.

Como o Banking as a Service funciona?

São as APIs a principal ferramenta que possibilita a prática do Banking as a Service em qualquer empresa que esteja interessada em integrar esses serviços. Isso porque são elas que fazem a comunicação entre o desenvolvedor responsável pelos serviços financeiros em si e a empresa que os oferecerá aos seus clientes.

Ou seja: o seu negócio pode fazer Banking as a Service tendo uma fintech, por exemplo, como responsável pela parte financeira dos serviços. Mas é a API o canal que irá integrar as duas partes e possibilitar o uso das funcionalidades da ferramenta pelos clientes. Dessa forma, sua empresa confia esses serviços a parceiros especializados na área, sem precisar desenvolver essa expertise e dispensando uma licença bancária própria.

Quais vantagens o Banking as a Service pode trazer para sua empresa?

Além de integrar serviços que não seriam oferecidos sem a ajuda da tecnologia, ampliando possibilidades aos clientes e facilitando a relação financeira entre as partes, o Banking as a Service é uma caminho de aproximação, fidelização e compreensão do perfil dos consumidores. Isso pode trazer insights inestimáveis para a empresa, os quais poderão fazer toda a diferença no seu planejamento estratégico e posicionamento de mercado. 

Algumas das vantagens que levam a isso, são:

Oferecer serviços personalizados

Você percebe que seria interessante oferecer um cartão de crédito com vantagens para seus clientes? Ou, acha que uma conta digital com bons recursos para fazer transações iriam incentivar a compra? Independentemente da sua intenção, o Banking as a Service permite oferecer os serviços que potencialmente combinam com o perfil dos seus consumidores. Propor isso é gerar interesse.

Atrair clientes e mantê-los por perto

Disponibilizar serviços financeiros exclusivos e personalizados é uma isca a ser fisgada. Quando isso acontece, a relação entre a empresa e o cliente vai para outro nível de prioridade e confiança. Com boas condições e, principalmente, com um bom relacionamento, os clientes continuarão optando pelos seus serviços e nutrindo uma proximidade benéfica para ambos os lados.

Melhorar a experiência financeira dos clientes

Assim, mais do que propor vantagens de empresa para cliente, o Banking as a Service também facilita, como um todo, a vida financeira do consumidor. Seu negócio pode fazer parte dessa transformação positiva, facilitando a realização de transferências, a gestão do dinheiro e muito mais. Essa é uma forma de agregar valor para a sua marca.

Diminuir custos e ter uma nova fonte de receita

E claro, aderir a essa prática também significa reduzir custos: tanto para a empresa, que não precisará montar um time próprio para isso, quanto para o cliente, que desfrutará de serviços financeiros mais baratos do que os tradicionais. Graças às APIs, investimento com desenvolvimento, infraestrutura e funcionários não são necessários, o que possibilita custos mais baixos para os correntistas.

Por consequência, o Banking as a Service também se mostra como uma boa fonte de receita, pois ajuda a aumentar o seu faturamento: seja pelo uso propriamente dito dos serviços, quanto pelo potencial aumento em vendas, graças às novas facilidades oferecidas.

Tenho interesse em aderir ao Banking as a Service. O que faço?

A CashWay oferece uma solução completa e inovadora Banking as a Service. Permite a abertura de contas, emissão de boletos, integração nativa com o PIX e todo o compliance necessário, estando em conformidade com as normas do Banco Central. Além de estar totalmente adequada às novas regras do Open Banking. Solicite já uma demonstração da nossa plataforma – feita sob medida para a sua corporação.

USER EXPERIENCE FINTECH

Experiência do usuário (UX) como ponto de partida para o sucesso da sua fintech

Se por um lado os serviços digitais oferecem praticidade e encurtam o caminho entre marcas e clientes, por outro ainda podem causar uma sensação de desconfiança e distância entre os mais receosos. Uma fintech de sucesso é aquela que transmite confiança, sendo ela fruto de uma experiência do usuário acolhedora, intuitiva e eficiente.

Read more hidden text
Read more

É um caminho sem volta. A digitalização de serviços financeiros se tornou um destino inevitável. Nos últimos anos, o meio digital se consolidou como o lugar mais prático e desburocratizado para fazer negócios, oferecer produtos e estreitar relações. As fintechs, afinal, representam exatamente isso. Através da tecnologia, descomplicam a gestão financeira dos seus clientes e demandam menos custos. Diferentemente de bancos tradicionais, têm a plataforma online como centro: do produto financeiro, à comunicação, tudo se faz por esse único canal.

Pensando nisso, é fácil perceber o quão importante a plataforma é para uma fintech. A maneira como se dá o contato por ela é um fator determinante para a retenção de clientes. É através da plataforma que se transmite a confiança necessária para convencer até mesmo aquelas pessoas mais resistentes à digitalização, que tem certo pé atrás para experimentar serviços digitais, mas que acabam cedendo às facilidades que apenas a tecnologia pode proporcionar. 

Então você se pergunta: como fazer uma pessoa confiar na minha marca pura e simplesmente através de um aplicativo? É aí que entra um conceito fundamental que dá a prioridade necessária para isso acontecer: a experiência do usuário (UX, do inglês “user experience”). Ela é uma preocupação central para que sua fintech seja mais do que um serviço eficiente, mas também, uma empresa que desenvolve e fortalece o relacionamento com seus clientes. 

Como a experiência do usuário faz a diferença

Como uma fintech, é preciso compreender que a experiência do usuário é algo que se dá do início ao fim do seu serviço. Uma plataforma visualmente agradável e fácil de usar é a base, mas há muito mais do que isso para desenvolver. É preciso compreender a mentalidade dos clientes. Quais são suas necessidades? Os serviços que mais utilizam? Quais praticidades podemos oferecer que fariam a diferença na usabilidade da aplicação?

Uma interface adequada aos desejos e necessidades dos clientes é o que determina tanto a decisão por utilizar esse serviço, quanto a vontade de continuar usando ele. Por isso, pense na experiência do usuário como algo que fará a diferença nestas duas etapas:

  • A primeira impressão é o que faz decidir

Não esqueça: consumidores julgam o livro pela capa. Quando se trata de um aplicativo, a estética conta. Ela, aliás, está diretamente associada à organização dos elementos da plataforma, algo primordial para deixá-la intuitiva. Tratar o design como um dos principais pontos para a operação da sua fintech é reconhecer ele como uma forte ferramenta. É como se o design fizesse os usuários se sentirem bem atendidos em um primeiro contato com o serviço.

A opinião de especialistas, como Karen Sumie, design manager da FutureBrand, é clara: o design não deve ser tratado como uma preocupação exclusiva dos profissionais da área. Se você é gestor, procure se envolver no processo. Afinal de contas, você conhece seu negócio como ninguém. Você pode fazer a diferença no desenvolvimento da sua plataforma.

  • O relacionamento é o que faz manter por perto

Por falar em atendimento, quando pensamos nele no contexto de fintechs, temos o desafio: que mecanismos utilizamos para estreitar a relação com clientes através dos canais online? Dos textos utilizados na interface, aos canais de suporte, é importante transmitir acolhimento. Passar a sensação de que sua marca entende seus clientes. Transmitir seus princípios, suas preocupações. É assim que se estabelece uma relação de confiança entre o usuário final e o produto. 

O cliente sempre teve o desejo de se sentir acolhido pela marca que escolheu, como ressalta a Forbes. Isso não muda. Mesmo com a digitalização, a experiência do cliente ainda move a competitividade de 89% das empresas, como mostra um estudo apresentado na revista. Isso quer dizer que, enquanto a tecnologia continua evoluindo, cabe a você compreender como manter o sentimento de proximidade que seus clientes terão com o seu serviço digital. Por isso a importância de optar por uma plataforma que transmita confiança.

“Tanto no mundo real quanto no digital, o cliente decide com base em sua primeira impressão e normalmente conta com a confiança e a integridade percebida no relacionamento. Projetar UX para FinTech trata dessas interações e relacionamentos, construídos em confiança entre o usuário final e o produto.” (CORDEIRO; WEEVERS apud CHISHTI; BARBERIS, 2016, pg.34)  

Uma boa experiência para o usuário é prioridade para nós 

Em 2020, a CashWay intensificou o investimento na área de produto com o objetivo de melhorar a confiança em nossos produtos e, consequentemente, a satisfação durante o seu uso. Desde lá, passamos a ter mais contato com as pessoas que utilizam nossos serviços: tanto usuários finais, quanto nossas empresas clientes, a fim de compreender os problemas que precisariam ser resolvidos. Buscamos entender para quem o problema deveria ser resolvido e como faríamos isso.  

  • O primeiro produto que passou por reformulação foi o Mobile Banking (aplicativo). Foram feitas pesquisas com usuários e clientes para compreender onde estavam os erros do app e as maiores dificuldades de uso. Com isso, foram reunidas sugestões de melhorias, correções de erros e inclusão de novos recursos.  
  • Atualmente, estamos no processo de implementação do novo Internet Banking. Assim como o Mobile Banking, ele também passou por uma série de estudos e pesquisas para que pudéssemos entregar uma boa experiência e maior confiabilidade no uso da plataforma da sua fintech.

Coloque seus clientes no centro com a CashWay

Com a digitalização dos serviços financeiros e o sucesso cada vez maior das fintechs entre os consumidores, é preciso ter consciência: esse é um público bastante antenado às tecnologias e apegado às suas necessidades. Ganham as empresas que conseguem acompanhar as mudanças e atender os desejos dos usuários com rapidez e soluções de qualidade.

A CashWay está sempre atenta ao que os players do mercado vêm entregando. Dessa forma, podemos fornecer um produto compatível às expectativas dos consumidores. Nosso trabalho não para: estamos continuamente testando novas ferramentas, desenvolvendo melhorias e gerando valor com foco em nossos clientes e usuários.